Para quem está no setor de viagens, uma das tendências tecnológicas emergentes mais importantes e poderosas, que precisa ser compreendida e explorada, é a Internet das Coisas, ou IoT, para abreviar. Ele tem o potencial de mudar fundamentalmente a forma como muitas empresas de turismo operam, melhorar sua gestão de receitas e aprimorar o experiência do cliente. Neste artigo, você aprenderá mais sobre o que realmente é a Internet das Coisas e descobrirá como ela pode ser benéfica para os profissionais da indústria de viagens, com exemplos reais de seus usos.

Menu rápido:

O que é a Internet das Coisas (IoT)?

Primeiro, é importante definir o que é Internet das Coisas. Embora tecnicamente inclua absolutamente tudo o que está conectado à internet, o termo é mais comumente usado para se referir a dispositivos físicos diários, eletrodomésticos e outros 'coisas' que foram equipados com conectividade com a Internet, tornando-os capazes de enviar e receber dados.

Isso efetivamente os transforma em 'inteligente' objetos, capazes de 'conversando com' ou interagindo uns com os outros. A tecnologia permite que os dispositivos sejam controlados ou monitorados remotamente e executem ações automaticamente. Os exemplos podem variar de medidores de energia inteligentes até veículos conectados à Internet e carros sem motorista.

Vídeo: O que é a internet das coisas?

 

Como o setor de viagens pode se beneficiar com a IoT?

Embora muitas indústrias possam se beneficiar da tecnologia IoT, o setor de viagens e turismo está particularmente bem posicionado para colher o recompensas, porque a Internet das Coisas pode permitir mais automação, mais personalizaçãoe uma melhor experiência do cliente. Ele também pode agilizar as tarefas do dia-a-dia que envolvem a administração de um hotel ou agência de viagens.

O uso de dispositivos inteligentes pode ajudar a otimizar o estado físico de um hotel e seus quartos e pode reduzir os custos de energia. Em aviões, os sensores podem até ser usados para alertar a equipe quando os níveis de ansiedade de alguém se elevam acima de um certo nível. Enquanto isso, a IoT pode fornecer aos turistas maior controle e acesso às informações por meio de seus telefones.

5 exemplos de IoT na indústria de viagens

1. Controle Pessoal

Um dos usos mais difundidos da tecnologia IoT na indústria de viagens até agora tem sido permitir um maior grau de personalização dentro de hotéis e em voos, e isso é fornecido principalmente ao permitir que os clientes controlem mais aparelhos ou serviços por meio de um dispositivo centralizado, como um tablet ou até mesmo seu próprio telefone.

Ao implementar aquecimento, iluminação e televisão habilitados para internet, os clientes podem ligá-los e desligá-los em um só lugar. Eles podem até ser capazes de escolher um nível específico de temperatura e luz e fazer com que os dispositivos mantenham esses níveis automaticamente. Semelhante tecnologia também pode ser usado em voos, regulando a temperatura do assento ou ar condicionado.

2. Viagem perfeita

Outro ótimo uso da Internet das Coisas envolve a simplificação da experiência do cliente, tanto quanto possível, em todas as áreas do indústria de viagens. Em aeroportos, isso pode significar usar sensores e enviar informações aos smartphones dos passageiros, alertando-os quando sua bagagem estiver por perto e permitindo que eles a localizem com mais rapidez.

Nos hotéis, o processo de check-in pode ser feito de forma descomplicada, com os hotéis enviando cartões eletrônicos para os telefones dos hóspedes que, ao serem utilizados, fazem o check-in automaticamente sem que eles precisem parar na recepção. Os sensores também podem ser usados para alertar os funcionários do restaurante quando um convidado chega e enviar automaticamente o número certo da mesa.

3. Economia de energia inteligente

Embora a IoT possa permitir a personalização, ela também pode oferecer benefícios financeiros às empresas por meio de energia automatizada ou inteligente salvando. Em um hotel, por exemplo, dispositivos e sensores habilitados para internet podem permitir que a temperatura ambiente seja ajustada continuamente, significando que o aquecimento só é usado quando é realmente necessário.

Um princípio semelhante também pode ser aplicado à iluminação e, já, alguns hotéis estão usando a tecnologia IoT para controlar sua energia. Os sensores detectam automaticamente os níveis de luz natural na sala, reduzindo a potência das lâmpadas no processo, o que significa que menos energia é desperdiçada e a iluminação de alta potência só é usada quando os níveis de luz são baixos o suficiente.

4. Informações de localização

As empresas que operam na indústria de viagens também podem usar o Internet das Coisas para enviar informações específicas do local aos clientes, e também para coletar dados valiosos. Combinando recursos de smartphone com beacon tecnologia ou outros sensores, as mensagens podem ser enviadas aos turistas no ponto em que são mais relevantes, com base em onde estão.

Por exemplo, isso pode significar o envio de mensagens sobre atrações locais e horários em que estão menos ocupados, ou indicar serviços de transporte público nas proximidades. A IoT também pode ser usada para coletar dados precisos sobre o número de pessoas que usam instalações específicas do hotel em momentos diferentes, para que os níveis de pessoal possam ser otimizados.

5. Manutenção e reparos

Por fim, a Internet das Coisas também pode ser usada para beneficiar diretamente os dispositivos IoT, fornecendo informações valiosas em tempo real sobre seu status atual e ordem de funcionamento. Isso pode ser vital para muitos daqueles que operam na viagem e industria do turismo, permitindo que dispositivos essenciais sejam reparados ou substituídos antes que parem de funcionar.

Por exemplo, os funcionários do hotel podem ser alertados se um radiador ou lâmpada começar a se deteriorar. Longe de hotéis, a Internet das Coisas também pode ser implantada para permitir companhias aéreas para abastecer aviões com mais eficiência ou substituir peças no momento certo, atingindo o equilíbrio ideal entre obter valor máximo e manter a segurança.

Em última análise, a Internet das Coisas (IoT) envolve a adição de conectividade à Internet para dispositivos e aparelhos do dia-a-dia, permitindo que eles se comuniquem entre si, e isso oferece vários benefícios para aqueles que operam na indústria de viagens, incluindo a capacidade de fornecer uma experiência superior ao cliente e para otimizar processos internos.

Mais tecnologias inovadoras em viagens

Com a tecnologia em constante evolução, não é de se surpreender que suas aplicações na indústria de viagens também evoluam. Nos artigos a seguir, reunimos mais algumas tecnologias inovadoras na atual indústria de viagens e turismo.

Mais dicas para expandir seus negócios

Revfine.com é uma plataforma de conhecimento para a indústria de hospitalidade e viagens. Os profissionais usam nossos insights, estratégias e dicas práticas para se inspirar, otimizar receitas, inovar processos e melhorar a experiência do cliente. Você pode encontrar todos dicas da indústria de viagens nas categorias Marketing e Distribuição, Pessoal e Carreira e Tecnologia e Software.

Submeter um artigo