Uma das tendências emergentes mais importantes para o setor de hospitalidade é a Internet das Coisas, ou IoT, para abreviar. Portanto, é importante que os proprietários de hotéis, gerentes e outros líderes de negócios aproveitem ao máximo isso, mas muitas pessoas ainda lutam para entender completamente o que é e como pode ajudar. Neste artigo, você descobrirá mais sobre o que é a Internet das Coisas e como ela pode beneficiar as pessoas da hospitalidade.

O que é a Internet das Coisas (IoT)?

A Internet das Coisas (IoT) é a frase usada para se referir à inclusão da conectividade com a Internet nos dispositivos e aparelhos do dia-a-dia que normalmente não possuem esses recursos. Exemplos desses dispositivos podem variar de termostatos e medidores de energia até veículos e máquinas de grande porte.

Essencialmente, ele pode transformar esses dispositivos ou aparelhos em 'inteligente' objetos, que são capazes de enviar e receber dados e se comunicar uns com os outros. Isso pode melhorar a coleta de dados, aumentar os níveis de automação e permitir que vários dispositivos sejam controlados ou monitorados a partir de um local centralizado, como um telefone ou tablet.

Vídeo: O que é a internet das coisas?

 

Como o setor de hospitalidade pode se beneficiar com a IoT?

Muitos na indústria da hospitalidade já incorporaram o Internet das Coisas em seus negócios, porque o tecnologia oferece uma série de benefícios cruciais que são especialmente relevantes para os hotéis. Esses benefícios vão desde permitir que as empresas economizem em custos de energia até oferecer uma melhor experiência ao cliente.

Neste último caso, a tecnologia IoT permite aos proprietários de hotéis otimizar as condições do seu hotel, proporcionar uma experiência mais personalizada aos hóspedes e reduzir os tempos de espera. Em termos de operações, a automação e os dados em tempo real podem ajudar as empresas a identificar os problemas com antecedência e até mesmo evitar que alguns problemas ocorram.

5 exemplos de IoT na indústria da hospitalidade

1. Quartos de hotel hiperpersonalizados

Até agora, o principal uso da Internet das Coisas no gestão de hospitalidade centrou-se na hiperpersonalização. Por exemplo, Hilton e Marriott experimentaram abordagens ligeiramente diferentes sobre o 'sala conectada' conceito, onde os usuários são capazes de controlar muitos dos recursos da sala de seus telefones celulares ou de um tablet fornecido.

Isso pode permitir que os hóspedes controlem os sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado a partir de um local, ou mesmo apenas especificar uma temperatura e permitir que os vários dispositivos regulem automaticamente a sala para essa temperatura. Normalmente, também permite que eles controlem a televisão, enquanto alguns dispositivos podem até saudá-los pelo nome.

2. Informações com base na localização

Bluetooth, GPS e beacon tecnologia todos abriram novas possibilidades em termos de entrega de informações com base na localização, e isso pode ser usado por empresas do hotel e indústria de hospitalidade para enviar mensagens aos clientes no momento preciso em que são mais relevantes para o destinatário.

Isso pode significar, por exemplo, o envio de mensagens SMS sobre itens do menu no restaurante quando os hóspedes estão por perto ou a publicidade de serviços de academia quando eles estão perto da academia. Também pode significar o envio de informações atualizadas sobre as conexões de transporte local ou atrações próximas. As empresas também podem usar dados de localização para otimizar os níveis de pessoal.

3. Reparos e manutenção preditivos

Outro uso potencial da Internet das Coisas no Indústria hoteleira envolve fornecer aos funcionários do hotel informações instantâneas sobre o status operacional de diferentes dispositivos e aparelhos e alertar os funcionários sobre quaisquer sinais de alerta que possam ser indicativos de deterioração ou desempenho incomum.

O principal benefício disso é que permite a realização de reparos ou a instalação de substituições antes que o dispositivo ou aparelho pare totalmente de funcionar. Isso pode ser inestimável ao lidar com eletrodomésticos cruciais sem os quais o hotel não pode operar, e pode permitir que os reparos ocorram antes de qualquer grande perda de função.

4. Cartões-chave eletrônicos

Tradicionalmente, os hotéis contam com cartões-chave físicos ou até mesmo chaves reais para desbloquear quartos de hotel, mas a IoT abre novas possibilidades em termos de envio digital ou cartões eletrônicos diretamente para os telefones celulares dos hóspedes. Isso pode se comunicar com a fechadura da porta, destrancando-a e eliminando a necessidade de uma chave separada.

O potencial dessa tecnologia também vai muito além. Os hotéis podem usar a tecnologia de comunicação pela Internet para enviar automaticamente a chave eletrônica para o telefone de um hóspede uma hora antes do horário de check-in, sincronizar a porta com o balcão de check-in e permitir que os hóspedes ignorem totalmente o balcão de check-in e sigam direto para seu quarto.

5. Atendimento ao cliente controlado por voz

Finalmente, empresas hoteleiras como Best Western, Marriott e Wynn estão entre as primeiras a adotar o atendimento ao cliente controlado por voz e esta é uma área que provavelmente se expandirá substancialmente nos próximos cinco anos, à medida que produtos como Amazon Echo tornou-se mais amplamente adotado no ambiente doméstico.

Em termos de como pode beneficiar aqueles no setor de hospitalidade, a principal maneira é proporcionando uma experiência superior ao cliente. Por exemplo, controlado por voz os assistentes de quarto podem permitir que os clientes solicitem serviço de quarto, reservem uma mesa no restaurante do hotel ou reservem sessões de spa simplesmente falando para um dispositivo em seu quarto.

A Internet das Coisas já está sendo implantada na indústria de hospitalidade e o futuro potencial para proprietários de hotéis torna importante entender e capitalizar. Em particular, pode ajudar a automatizar processos, melhorar o experiência do cliente e ajudar as empresas de hospitalidade a economizar dinheiro em custos de energia e manutenção.

Mais tendências digitais

Com a tecnologia digital em constante evolução, não é de se surpreender que suas aplicações na indústria de viagens e hospitalidade também evoluam. Nos artigos a seguir, reunimos os mais inovadores tendências digitais na indústria da hospitalidade.

Mais dicas para expandir seus negócios

Revfine.com é uma plataforma de conhecimento para a indústria de hospitalidade e viagens. Os profissionais usam nossos insights, estratégias e dicas práticas para se inspirar, otimizar receitas, inovar processos e melhorar a experiência do cliente. Você pode encontrar todos dicas de hotéis e hospitalidade nas categorias Gestão de Receitas, Marketing e Distribuição, Operações Hoteleiras, Pessoal e Carreira, Tecnologia e Programas.

Submeter um artigo