Com o avanço da tecnologia da computação, a inteligência artificial se tornou mais confiável, aumentando sua posição no mundo dos negócios. Na verdade, as empresas de hospitalidade estão usando cada vez mais a IA para realizar tarefas de atendimento ao cliente, que são especialmente importantes em hotéis e resorts. Neste artigo, você terá uma visão mais detalhada de como a inteligência artificial está revolucionando o indústria de hospitalidade.

O que é Inteligência Artificial?

Inteligência artificial, ou IA, refere-se ao desempenho de comportamentos aparentemente inteligentes por computadores ou máquinas. A inteligência artificial, como conceito, existe desde a década de 1950, mas é apenas recentemente que tecnologia avançou até o ponto em que pode ser considerado confiável o suficiente para ser implantado em importantes tarefas de negócios.

Essencialmente, IA refere-se a computadores ou máquinas que realizam tarefas que tradicionalmente se pensava exigir uma função cognitiva para serem executadas. Está associado a conceitos como automação e big data.

Hoje, a coleta de dados de clientes, combinada com as melhorias na tecnologia de informática, significa que a inteligência artificial pode ser utilizada para uma ampla gama de funções, desde atendimento básico ao cliente até personalização tarefas, resolução de problemas mais avançada e até mesmo para processos de vendas e mensagens diretas.

Por que a inteligência artificial está se tornando importante na indústria da hospitalidade?

Inteligência artificial está desempenhando um papel cada vez mais importante na gestão de hospitalidade, principalmente por causa de sua capacidade de realizar funções tradicionalmente humanas a qualquer hora do dia. Isso potencialmente significa que os proprietários de hotéis podem economizar dinheiro significativo, eliminar o erro humano e fornecer um serviço superior.

Em particular, o atendimento ao cliente é uma parte vital da indústria de viagens, com hotéis frequentemente vivendo e morrendo com base na maneira como tratam seus clientes. Com a inteligência artificial, as possibilidades de aprimoramento desse aspecto são quase infinitas, variando de maior personalização para recomendações personalizadas.

Um dos principais desafios do serviço ao cliente para hotéis é responder às perguntas dos clientes rapidamente, e a inteligência artificial agora oferece uma opção adicional para lidar com esse problema. Além disso, tem a capacidade de auxiliar em tarefas como análise de dados e, por meio da coleta de dados, pode efetivamente "aprender" e se adaptar às interações com o cliente.

Exemplos de como usar inteligência artificial na indústria da hospitalidade

Embora o uso de inteligência artificial dentro do Indústria hoteleira ainda está em sua infância relativa, já tem inúmeras aplicações práticas, algumas das quais são descritas em mais detalhes a seguir:

1. Atendimento ao cliente em pessoa

Um exemplo de inteligência artificial no hospitalidade indústria é o uso de IA para fornecer atendimento ao cliente pessoalmente. Já estamos vendo o desenvolvimento de robôs com inteligência artificial e o potencial de crescimento dessa tecnologia é enorme. Já é capaz de lidar com situações básicas voltadas para o cliente.

O melhor exemplo disso até agora foi um robô de IA chamado 'Connie', adotado pela Hilton. O robô é capaz de fornecer informações turísticas aos clientes que com ele interagem. O mais impressionante é que ele é capaz de aprender com a fala humana e se adaptar aos indivíduos. Em última análise, isso significa que quanto mais clientes falarem com ele, melhor ficará.

Exemplo: Conheça Connie, o primeiro robô concierge dos hotéis Hilton

2. Chatbots e mensagens

Talvez a forma mais óbvia de como a inteligência artificial pode ser implantada por aqueles dentro do Setor de hospitalidade é para atendimento ao cliente frontal. Em particular, o tecnologia tem se mostrado extremamente eficaz quando se trata de mensagens diretas e serviços de chat online, respondendo a perguntas ou solicitações simples.

Por exemplo, os chatbots de IA têm sido utilizados em plataformas de mídia social, permitindo que os clientes façam perguntas e obtenham respostas quase instantâneas, 24 horas por dia, sete dias por semana. Isso é inestimável para hotéis, porque fornece o tipo de tempos de resposta que são quase impossíveis de manter com a interação entre humanos.

Exemplo: Sam, chatbot de viagens inteligente!

3. Análise de dados

Outra maneira pela qual a IA está sendo utilizada na indústria hoteleira, longe do atendimento ao cliente puro, é na análise de dados. Nessa capacidade, a tecnologia pode ser usada para classificar rapidamente grandes quantidades de dados e tirar conclusões importantes sobre clientes ou clientes em potencial.

Um exemplo disso foi visto com a rede de hotéis Dorchester Collection, que fez uso da plataforma Metis AI. Ao usar essa tecnologia, a empresa conseguiu classificar os dados coletados por meio de pesquisas, análises online etc. e a IA foi capaz de analisar isso para tirar conclusões sobre o desempenho geral.

Realidade Virtual e realidade aumentada

Você gostaria de aprender mais sobre outros tecnologias digitais o que pode beneficiar o seu negócio? Veja também os artigos “Como a realidade virtual pode enriquecer a indústria da hospitalidade” e “How Augmented Reality is Transforming the Hospitality Industry”.

Mais tendências digitais

Com digital Com a tecnologia em constante evolução, não é de se surpreender que suas aplicações na indústria de viagens e hospitalidade também evoluam. Nos artigos a seguir, você encontra as tendências digitais mais inovadoras do setor de hospitalidade.

Mais dicas para expandir seus negócios

Revfine.com é uma plataforma de conhecimento para a indústria de hospitalidade e viagens. Os profissionais usam nossos insights, estratégias e dicas práticas para se inspirar, otimizar receitas, inovar processos e melhorar a experiência do cliente. Você pode encontrar todos dicas de hotéis e hospitalidade nas categorias Gestão de Receitas, Marketing e Distribuição, Operações Hoteleiras, Pessoal e Carreira, Tecnologia e Programas.

Submeter um artigo